15 de junho de 2020

Chegamos ao final da nossa série de encontros e ao começo para um novo paradigma

Com a conversa desta semana, encerramos a série de encontros com líderes de mercado sobre construção de valor no tipping point da humanidade. Falamos sobre a evolução do varejo e negócios fortes com Márcio Utsch, presidente do conselho da CEMIG e ex-presidente da Alpargatas. 

O encontro de ontem começou sob o olhar otimista da notícia de que o número de casos ativos da Covid-19 na Nova Zelândia chegou a zero e conversamos sobre como o momento atual nos leva a reflexões profundas enquanto humanidade. Aproveitamos para fazer um apanhado com os principais pontos da série TIP Insights rumo ao nosso compromisso com o novo capitalismo que se vislumbra agora.

Vamos aos destaques desse encontro de fechamento:

Questões de ordem maior

O contexto atual nos coloca em uma situação de incerteza generalizada, que cobra reconsiderar nossas estruturas e mentalidade de forma profunda. A narrativa de nosso atual modelo econômico é baseada na polarização, em que, para haver ganhadores, temos que assumir perdedores. E, pelo que podemos perceber, essa narrativa não tem ajudado a construir valor.

Precisamos evoluir para uma visão ecossistêmica e de interdependência. Focados em aprender, desaprender e reaprender conforme o mundo nos pede mudanças, queremos construir uma economia de confiança, em que a vantagem é colaborativa e toda relação acontece como ganha-ganha-ganha. Para chegar a ações e soluções que impactam positivamente o indivíduo, os negócios e o planeta, temos que substituir as sensações de ameaça pelas reações e comportamentos da oportunidade. 

Nem tudo é inédito

Sabemos que, cada vez mais, a constante é a mudança. Mas, nem tudo é consequência da pandemia que estamos atravessando. A aceleração digital e a relação mais saudável com o consumo já eram tendências crescentes, que talvez estejam atingido seu tipping point com o atual contexto.

É importante aproveitarmos as oportunidades de crescimento e reinvenção a partir das mudanças que se apresentam, mas será que é preciso esperar uma situação extraordinária para agir? Que possamos assumir a maturidade digital como parte de nossos comportamentos diários e trabalhar nossa consciência de consumo sempre.

As empresas de sucesso

Para Márcio Utsch, independentemente da crise, o que sempre esteve por trás das empresas de sucesso foi gente talentosa, balanço estruturado e branding forte. Segundo o especialista, precisaremos ter um balanço reestruturado para a retomada de nossas atividades “normais”, sendo indispensável ter pessoas engajadas e alinhadas para construir o novo e uma visão clara sobre o futuro que queremos.

Antes mesmo de passar por esses três pilares, Márcio destaca duas perguntas importantes: com base no que já faço, o que posso fazer de melhor? E: como posso tornar minha marca essencial para a sociedade em que eu vivo? Afinal, não estamos partindo do zero naquilo que queremos criar agora e precisamos da sociedade torcendo e contribuindo para a saúde de nossos negócios, porque nossas Marcas são essenciais e nossos propósitos se alinham à visão de mundo das pessoas.

O novo capitalismo

Sabemos que precisamos criar algo novo. O capitalismo precisa mudar e assumir novos compromissos com a sociedade, a partir do afeto, do propósito e de uma relação diferente com a tecnologia. Você já pensou nos compromissos que vai assumir para isso?

Fundamentos simples e poderosos de gestão de negócios, assim como nossas resoluções mais profundas e reflexivas, precisam ser colocados em prática. Fizemos um trabalho de diálogo e construção de conhecimento. Agora é o momento do compromisso na construção do novo. Vamos juntos?