2 de abril de 2019

Histórias humanizam Marcas, criam conexão e constroem percepção de valor. São comentadas, compartilhadas e debatidas em mesas de bar ou almoços de domingo porque fazem sentido para as pessoas. Em vez de vender um produto, serviço ou mensagem institucional, histórias transmitem os valores e personalidade de uma Marca.

Pense em Lego. Através do Propósito, a Lego viu que seu produto tinha um potencial muito maior do que o brinquedo por si só. Mais do que vender brinquedos, a motivação e a visão da Marca estão ancoradas em Inspirar os construtores do amanhã. Totalmente outra narrativa, mais verdadeira e coerente. Hoje, a Marca entrega filmes, playlists, jogos, programas educacionais e metodologias. O Propósito da Lego guiou a reinvenção do negócio, fazendo com que ela enxergasse novas oportunidades para expandir, trazendo valor e criando ainda mais relevância no dia a dia das pessoas.

O mundo muda muito rápido, o tempo todo. Seja para quem produz, distribui ou consome conteúdo. Saímos da “era da interrupção” para a “era do engajamento”, construindo conversas relevantes e o Propósito atuando como o ingrediente que potencializa esse movimento.

Propósito é uma verdade das Marcas, trazendo prosperidade para as organizações, mesmo em contextos desafiadores. É a declaração de como a Marca impacta positivamente o mundo, com relevância para as pessoas e resultados para o negócio. Para se aprofundar mais nessa relação, vale conferir o Pi Index, nosso estudo que avalia como Marcas que estão na cabeça e na vida dos brasileiros surfam as Ondas do Branding.

Na prática, um Propósito claro e genuíno permite que Marcas criem heróis e protagonistas na audiência, façam parte da vida das pessoas e foquem em estreitar o relacionamento, expandir conversas e ampliar negócios.

Se Marcas são como pessoas, elas também contam histórias. E uma boa história é boa para quem conta, mas especialmente para quem ouve.